quinta-feira, 13 de maio de 2010

Madrastas...


Todos tacham as madrastas de pessoas más, que muitas vezes destruíram o relacionamento de alguém, “roubando” assim o pai de uma família.  Mas ninguém nunca se pôs no lugar delas, para saberem o quão difícil deve ser suas vidas e que nem sempre elas “roubaram” os homens de outras mulheres, mas que os parceiros poderiam ter sido uns cafajestes ou as mulheres umas safadas.
Uma madrasta tem que lutar pela atenção do seu parceiro e dos seus enteados, enquanto poderiam estar tendo uma relação com um homem solteiro e assim lutar somente por uma atenção, a do seu parceiro.
Mas mesmo assim, com toda a luta pela conquista que elas tem, ninguém se põem ao seu lado, pelo contrario, se uma dia ela chora sem saber o que fazer todos caem em cima dela e pensam que existem mulheres mais maduras para esse tipo de relação.
Só que tudo para o homem é sempre mais fácil. Se eles se casam com uma mulher que já tem filhos, quem toma conta dos filhos dela é ela mesma, ele só faz o papel de homem ali ao lado, o padrasto presente em fotografias, que exige que a mulher tenha tempo para ele. E quando o homem possui filhos também é a madrasta que toma conta da criança enquanto ele bebe, sai com amigos ou fazem qualquer outro tipo de coisa, sem pensar que elas querem um tempo com seus parceiros.
Acho que ao invés dessas mulheres serem tachadas de MÁdratas elas deveriam ser tachadas de BOAdrastas porque muitas vezes abdicam de tudo em busca da felicidade.

Achei um manual da madrasta na internet, segue em baixo:

“Manual prático da madrasta
A seguir, confira as dicas das especialistas para enfrentar a rejeição e assumir o papel de nova esposa do pai sem precisar bancar a substituta da mãe ou a melhor amiga dos enteados:

- Não fale mal da mãe na frente da criança. Mesmo que a relação com a ex-mulher não seja boa, contenha-se. A criança é sempre fiel aos pais
- Não seja a boazinha de plantão. Como todo mundo, você pode ser chata em alguns momentos e legal em outros

- Não estimule provocações. Se a criança diz que a comida da mãe é melhor do que a sua, não crie atrito e mostre-se interessada no que ela tem a dizer, isso a fará se sentir querida por você ou ao menos, ela irá perceber que você não está ali para causar confusão. Não tome isso como uma ofensa pessoal, pois a rebeldia é contra a situação, não só contra você

- Ciúmes entre filhos (as) com pai ou mãe é muito natural. A ideia é não entrar no embate e na disputa de atenção. Quanto maior for sua receptividade, mais facilmente você conseguirá seu espaço.

- Conquiste seu espaço. É importante que cada par - pai e filho, madrasta e enteado ou o casal - tenha seus momentos a sós para fortalecer vínculos e evitar ciúme

- Se você tem uma relação amistosa com a mãe da crianças, vá à festinha da escola, participe de cada fase da vida dos enteados e demonstre carinho, pois essas são sempre excelentes atitudes a serem tomadas para viver sem crises. Caso o relacionamento entre vocês seja muito harmonioso, participe de uma mneira que não invada o espaço da mãe biológica. Que tal uma festinha surpresa em casa. só entre vocês?

- Jamais bata na criança. Mesmo que os pais usem esse recurso, as crianças e a sociedade não têm a mesma capacidade de entender essa atitude quando parte da madrasta.” (Fonte http://www.minhavida.com.br/conteudo/5565-Madrasta-sofre-menos-quando-assume-seu-papel.htm)


 Imagem: google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Deixe seu comentário, critica ou elogio que assim que puder aprovarei e responderei.
Caso você tenha um blog e seja seguidora aqui do Paty às Avessas, deixe seu link que te seguirei também.
Obs.: comentários ofensivos não serão aceitos!
xerooOOO