terça-feira, 4 de janeiro de 2011

BRAVO! A AMY!

A revista BRAVO! deste mês (Janeiro 2011- Ano13. N°161. AMY WINEHOUSE) trouxe o melhor e pior de mim (raiva e alegria) somente ao olhar a capa.
Sou assinante da revista e este mês tive problemas com cobranças indevidas que a editora abril fez. E mesmo as atendestes se desculpando com "mil desculpas esfarrapadas", tive que pagar (meu noivo que paga na verdade), por mais 2 meses da assinatura. Se eu fosse comprar o exemplar nas bancas R$14,90, por cada revista, seria mais vantagem para mim. 
A minha revolta piorou ao receber a revista hoje em casa, já que a capa continha um lembrete que a revista havia caido o preço de R$14,90 para R$10,00. RAIVA ²
Problemas a parte. Devo confessar que adorei a matéria de capa sobre a cantora Amy Winehouse. Finalmente alguém além de mim (refiro-me ao jornalista Arthur Dapieve que escreveu a matéria) conseguiu ver que a Amy é na verdade uma autêntica e talentosa cantora e compositora que sofre e é julgada graças as suas desastrosas "ações" de sua vida pessoal.
Dapieve, em sua matéria, faz uma bela diferença da Amy com a Britney Spears, a Lady Gaga e o falecido Michael Jackson. Onde a Amy, diferente dos artistas citados, não procura criar escândalos para dar manchete, enquanto os outros três citados estão sempre em busca de algo escandaloso para "se aparecer", como balançar um bebê na sacada de um prédio (Michael), usar um vestido de carne crua (Lady Gaga), ou sair sem calcinha com um vestido curto (Britney).
O que me deixa triste com relação a Amy, é  que ,como o próprio jornalista da BRAVO! traz  em sua matéria, a Amy está com 27 anos, idade que muitos ícones do rock morreram devido a drogas licitas e ilícitas. Artistas estes como Jimi Hendrix, Jim Morrison (The Doors), Kurt Cobain (Nirvana) e Janis Joplin. 
Vamos todos torcer para que a Amy saia dessa e sobreviva por muitos e muitos anos.

5 comentários:

  1. Já estou com a revista em mãos, e assim como vc, admiro o trabalho e o talento dessa cantora maravilhosa. Vamos torcer para que ela volte a brilhar, mas dessa vez, sem drogas! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Estou na torcida para isso também! xeroOo

    ResponderExcluir
  3. Engano seu. Muitos enxergam como a Amy é, inclusive eu que sou fã ardorosa.
    Fui assistir o show no Rio e amei, e creiam: a Amy é muito mais desastrada do que tudo, o que justifica as marcas roxas.
    Nâo sou ingenua, sei que passa por processos e excessos, mas o talento dela é INEGAVEL.
    Temos uma jóia em estado bruto e uma das maiores cantoras que o mundo da música já viu e que infelizmente, cruzou com pessoas erradas, nada mais.
    É carismática, brincalhona e carente, e como qualquer um de nós só quer ser feliz.

    ResponderExcluir
  4. Foi isso que disse... Que finalmente alguém falou do talento dela, já que as materias que saem na mídia só servem para falar mal dela.

    ResponderExcluir
  5. Eu vou mais longe do que o repórter, vejo muita semelhança entre Amy Winehouse e Billie Holiday, outra cantora que eu adoro, no sentido original da palavra. Há muita semelhança entre a vida das duas, inclusive os problemas com o álcool e o julgamento constante da sociedade e da imprensa. Mas o mais importante na semelhança entre as duas é que elas sempre cantam músicas que falam sobre as suas próprias vidas, e colocam suas almas na voz para cantar. São sem dúvida as minhas cantoras preferidas. E se as semelhanças não pararem por aí, a gente ainda pode esperar que Amy chegue aos 40...
    Ah, estou curiosíssima para ler a matéria.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Deixe seu comentário, critica ou elogio que assim que puder aprovarei e responderei.
Caso você tenha um blog e seja seguidora aqui do Paty às Avessas, deixe seu link que te seguirei também.
Obs.: comentários ofensivos não serão aceitos!
xerooOOO